Batata_doceA batata doce rosada é o produto indicado da semana pela Seção de Economia e Desenvolvimento (SEDES) da Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (CEAGESP). Esse alimento de elevado valor nutricional é fonte de carboidratos prediletos dos praticantes de musculação, especialmente, dos fisiculturistas, pois é ótimo para o aumento da massa corporal.

A preferência pela batata doce rosada por este público está diretamente relacionada ao seu baixo índice glicêmico, o que faz com que a sua absorção pelo organismo é mais lenta, liberando gradualmente a glicose na corrente sanguínea e sem estimular muito a insulina, hormônio responsável pelo aumento da fome e pelo acúmulo de gorduras.

O tubérculo cresce sem exigir cuidados especiais para o cultivo. Pode ser cultivada em locais de climas diversos, como o das Cordilheiras dos Andes, em regiões de clima tropical, como o da Amazônia, temperado, como no do Rio Grande do Sul e até desértico, como o da costa do Pacífico.

Originária da América Central, a batata doce rosada é muito apreciada no norte e nordeste do Brasil. Em 2015, o Entreposto Terminal São Paulo recebeu 57.155 toneladas do produto. Piedade, município do interior paulista, respondeu por cerca de 65% desse total (37.249,26 ton.). Tapiraí, Duartina e Braúna, também de São Paulo, Ibirapuã e Teixeira de Freitas, cidades do extremo sul baiano, completam a lista dos principais abastecedores.

A batata doce rosada tem melhores ofertas de compra entre os meses de junho a outubro. No dia 24/6, ela foi vendida no atacado pelo preço de R$ 2,32 o quilo.

O sabor adocicado da batata doce rosada combina com canela, mel, coco e noz-moscada. Na gastronomia ela pode substituir a batata-inglesa em pratos como sopa, bacalhoada, purê e salada.

 

Check out other articles